100% PEDÁGIO. APOSENTADORIA SEM FATOR PREVIDENCIÁRIO

Quem estava há menos de dois anos da aposentadoria quando a lei mudou em novembro/2019 pode se valer da regra de transição de 50%. A regra de 100% é para quem estava há mais de dois anos, explica o advogado Hilário Bocchi Junior, especialista em previdência no escritório Bocchi Advogados.

Para quem já passou dos 50 anos e foi atingido pela reforma da previdência.

Direito adquirido pode ser uma opção.

Utilize nossa calculadora.


AINDA DÁ PARA APOSENTAR MAIS CEDO

A aposentadoria por tempo de contribuição valeu até a reforma da Previdência em novembro de 2019, mas ainda dá para garantir este direito e aposentar mais cedo.

As novas regras da previdência social criaram uma espécie nova de benefício: a aposentadoria programada.

Existem quatro regras de transição que podem te ajudar.

Uma não exige idade mínima. As outras três não tem fator previdenciário.


PEDÁGIO 50% INSS

Quem estava há dois anos da aposentadoria quando as regras foram alteradas com a reforma da previdência (em 13/11/2019) pode aposentar com acréscimo de metade do tempo que faltava.

Hilário Bocchi já explicou esta regra em vídeo publicado no nosso canal do Youtube.


PEDÁGIO 100% INSS

Mas se você estava há mais de dois anos da aposentadoria quando a lei mudou, então dá para tentar se enquadrar na regra de 100% de pedágio.

Detalhe importante: dá para recuperar tempo de serviço do passado para aproveitar esta oportunidade.

Este atalho pode ser utilizado a qualquer tempo. Assista o vídeo.


IDADE MÍNIMA EXIGIDA

Esta regra, de 100% de pedágio exige idade mínima, que é diferente para homens e mulheres.

Para as mulheres é 57 anos e para os homens é 60 anos de idade.

O implemento dos requisitos para concessão do benefício nesta regra exige dois requisitos que devem ser completados simultaneamente: tempo de contribuição com pedágio de 100% e a idade mínima.


DÚVIDAS E SUGESTÕES

www.bocchiadvogados.com.br

@bocchiadvogados

Clique e converse: Whatsapp (16) 99319-1348