TRABALHADOR RURAL: TIPOS DIFERENTES DE APOSENTADORIA

A diferença do trabalho rural e urbano tem tanta repercussão na previdência que a lei reservou um espaço só para tratar da aposentadoria por idade, tempo de contribuição, especial e invalidez, explica o advogado Hilário Bocchi Junior, do escritório de advocacia Bocchi Advogados.

As regras de carência e qualidade de segurado são diferentes.

Em alguns casos o valor do benefício é limitado ao salário mínimo.

Calcule sua aposentadoria no nosso site. Clique aqui!


Aposentadoria rural

A aposentadoria por idade acontece mais cedo. No tempo de contribuição, as discussões atravessaram décadas. Na aposentadoria especial e por invalidez, o rigor do trabalho no campo produz decisões judiciais específicas.

Antes da Constituição Federal de 1988 só o homem tinha direito.

O valor não ultrapassava meio salário mínimo.


Aposentadoria por idade rural

O trabalhador rural aposenta com 60 anos e a mulher com 55, mas neste caso, para aposentar com idade reduzida o trabalhador não pode misturar o tempo urbano ao rural. Ele tem que ser puro.

É possível descartar o tempo urbano, caso tenha atividade alternada: urbana e rural.

O trabalhador urbano aposenta com 65 anos e a mulher com 62.


Aposentadoria por idade híbrida

Quando o trabalhador soma o tempo de serviço rural ao urbano ou vice-versa, a idade mínima para aposentadoria é a do trabalhador urbano: 65 anos para ele e 62 para ela.

É possível somar tempo de serviço rural e urbano para ter direito à aposentadoria por idade.


Aposentadoria especial do trabalhador rural

O Tribunal Regional Federal de São Paulo reconheceu o direito à aposentadoria especial de um trabalhador do corte de cana-de-açúcar diante do rigor do trabalho da atividade. Outras atividades rurais também têm direito.

O risco da atividade é que garante o benefício com tempo reduzido.

Não importa a profissão. O que importa é a função.


Aposentadoria por invalidez do trabalhador rural

A incapacidade não precisa ser total e permanente. As condições sociais do trabalhador, o fato de sempre exercer atividade não intelectual, a idade e o ambiente onde vive também devem ser levados em consideração.

Se o trabalhador não consegue exercer atividade que lhe garanta a subsistência, é o suficiente para garantir o benefício por incapacidade permanente.


Aposentadoria por tempo de contribuição do trabalhador rural

Antes, quando tinha o FUNRURAL, as contribuições eram diferentes e por isso os trabalhadores rurais não tinham direito à esta aposentadoria. Depois de muita discussão a questão foi superada.

A prova do tempo de serviço rural, em situações específicas, pode ser feito só por testemunhas.


Dúvidas e sugestões

www.bocchiadvogados.com.br

@bocchiadvogados

Clique e converse: Whatsapp (16) 99319-1348